PRF retoma nesta segunda-feira a fiscalização com radares móveis

A partir desta segunda-feira (23), a Polícia Rodoviária Federal volta a utilizar radares móveis na fiscalização de rodovias federais. A medida atende a uma determinação do juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, que suspendeu uma portaria do governo federal que proibia o uso destes aparelhos.

Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro enviou ao Ministério da Justiça uma ordem para que a PRF suspendesse a utilização dos radares. O presidente argumentou que a medida era importante para evitar “a utilização meramente arrecadatória dos aparelhos” e o “desvirtuamento do caráter educativo”.

Nesta quinta-feira (19), após a determinação da Justiça, Bolsonaro disse que o governo vai cumprir a decisão judicial e que os equipamentos servirão para tirar “fotografia educativa”. No entanto, ele não esclareceu se a ordem é realmente não multar motoristas flagrados por radares móveis cometendo irregularidades, informa o site JP.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (20), o advogado-geral da União, André Mendonça, disse que existem abusos nos uso do radar. “O radar como qualquer outra medida tem que ter finalidade educativa, de prevenção. Toda sanção tem caráter educativo. Nós precisamos entender que há um contexto de abuso as vezes nesse contexto, e é esse abuso que não vai ser feito.”

Dados da Polícia Rodoviária Federal mostram que, desde que o uso dos aparelhos foi suspenso, os acidentes em rodovias federais cresceram. De 16 de agosto a 31 de outubro, foram 14.629 acidentes, 7,2% a mais em relação ao mesmo período do ano passado.

O número de mortos e feridos também aumentou, o que interrompe uma sequência de quatro anos de queda para o período.

Nesta sexta, a PRF lançou a “Operação Rodovida 2019”. A Polícia Rodoviária destaca que férias, festividades de Natal e Ano Novo e o Carnaval elevam consideravelmente o fluxo de veículos que circulam nas rodovias federais de todo o país. A ação do Governo Federal, integrada com estados e municípios, tem o objetivo de reduzir a violência e os acidentes no trânsito.

23/12/2019